top of page
  • Foto do escritorRedação Opte

Tráfego pago: entenda como utilizar da maneira correta em seu site

No universo dos negócios, as empresas precisam utilizar diversos recursos para se destacar diante dos concorrentes. O tráfego pago pode ajudar muito a fazer uma divulgação de sucesso para o negócio, obtendo mais destaque e sucesso na área de atuação.


Para investir em tráfego pago, é importante conhecer o conceito por trás da estratégia, como funciona, benefícios e a sua importância para o marketing. Por isso, confira essas informações a seguir:


O que é tráfego pago?


O tráfego pago é um método para alcançar visitantes a partir do investimento em campanhas pagas, como o investimento em palavras-chave nas plataformas de busca para que os conteúdos sejam exibidos em destaque para os usuários.


Esse recurso possibilita que os visitantes cheguem a página da loja ou blog por meio de anúncios publicitários ou mesmo o patrocínio de conteúdos de qualidade, para que ganhem mais visibilidade.


Assim, diferentemente do tráfego orgânico, o tráfego pago depende de investimentos de capital para acontecer.


As duas opções têm um papel importante nas estratégias de marketing das empresas, podendo ocorrer em fases diferentes de uma campanha.


Um ponto importante a ser notado é que os resultados das estratégias de tráfego pago são mais rápidos. Já no tráfego orgânico os ganhos são contínuos e duradouros, mas demandam mais tempo para trazer resultados.


O modo de aproveitar os benefícios do tráfego pago é elaborando um planejamento voltado para o marketing, assim os empreendedores podem definir os objetivos e metas de publicidade do site de assistência técnica Rinnai, por exemplo.


Nesse sentido, algumas divulgações também são favorecidas pelas ações orgânicas, ampliando o resultado. Desse modo um calendário pode ser desenvolvido para ampliar o acesso de forma pontual.


Ou seja, em alguns momentos, a necessidade de retorno rápido exige que as empresas façam investimentos em tráfego pago, mas isso não impede que as estratégias de tráfego orgânico continuem em construção.


Assim, de forma direta, o tráfego pago é o acesso dos usuários a partir de campanhas pagas feitas nos mecanismos de busca, sites parceiros e redes sociais.


Benefícios do tráfego pago


O tráfego pago proporciona algumas vantagens interessantes para o seu empreendimento. As principais são:


1. Gera visibilidade mais rápido


Investimentos em anúncios pagos ajudam a aumentar a visibilidade dos negócios de forma rápida, melhorando o reconhecimento e credibilidade no mercado.


Após o primeiro impacto, é possível trabalhar o público que foi alcançado com as campanhas e com tempo, transformando-os em clientes.


2. Ajuda em ações específicas


Algumas empresas, principalmente as iniciantes, não possuem verba para fazer investimentos constantemente em links pagos, mas é possível investir pontualmente, de modo a alcançar os potenciais clientes rapidamente para desenvolver o negócio.


Divulgações específicas são uma ótima oportunidade e geram um retorno interessante.


O lançamento de um produto, campanhas sazonais, uma promoção diferenciada. Estas são apenas algumas possibilidades que podem ser exploradas para ter ganhos no negócio de fritadeira a gás, por exemplo.


3. Melhora as taxas de conversão


O uso de links pagos melhora a taxa de conversão ao alcançar pessoas mais preparadas para a compra.


Por exemplo, é possível impactar leads (potenciais clientes) na última etapa do funil de vendas a partir de uma ação de remarketing, levando o usuário a concluir a compra de itens que estão no carrinho.


Lembre-se que quando os usuários realizam pesquisas específicas na internet, ele já sabe que tem uma necessidade/problema e está buscando uma solução específica.


Com a escolha correta dos termos e palavras-chave que serão utilizadas, você pode ampliar as conversões e assim entregar os conteúdos e as soluções que as pessoas precisam, no momento ideal.


4. Contribui para a reputação nos buscadores


O Google e os outros buscadores utilizam algoritmos para ranquear as melhores páginas da web, conforme termos específicos.


Um dos fatores considerado no ranqueamento é o tempo que o usuário fica navegando no site após realizar uma busca.


Esse tempo de retenção, mostra o quanto a plataforma é útil para os usuários e, caso a página seja eficiente, os buscadores entendem que o site é confiável e melhoram a reputação do site no posicionamento orgânico, ampliando ainda mais os resultados.


Quais as possíveis fontes de tráfego pago?


Existem várias plataformas e sites que oferecem opções para a criação de anúncios.


Isto posto, é interessante analisar a finalidade de cada uma e identificar quais atendem melhor às necessidades do seu site, seja ele de ar condicionado instalação, por exemplo, ou outro segmento. Algumas opções são:


1. Google Ads


O Google Ads é uma das plataformas mais utilizadas quando o assunto é tráfego pago. A ferramenta permite que os anúncios apareçam nos mecanismos de busca do Google e sites parceiros.


Uma das vantagens da plataforma é a possibilidade de segmentar o público que será atingido.


Dessa maneira, é possível definir a localização, a faixa etária, o gênero e outros quesitos relevantes para o negócio.


Outro ponto interessante é que a plataforma permite realizar testes A/B que ajudam a avaliar quais os métodos mais adequados e efetivos para as estratégias do site.


2. Facebook Ads


Com esta ferramenta é possível desenvolver anúncios em diferentes formatos de mídia como: fotos, vídeos e textos que podem ser veiculados na rede social.


A plataforma também pode ser usada junto ao Google Ads, e as campanhas utilizadas também podem ser veiculadas no Instagram.


Um benefício interessante está relacionado a segmentação, permitindo definir a exibição dos anúncios conforme:


  • Gênero;

  • Interesses;

  • Idade;

  • Profissão;

  • Status de relacionamento.


3. Instagram Ads


O Instagram Ads é muito semelhante ao Facebook Ads.


Neste caso, a ferramenta permite criar anúncios para publicações no feed, vídeos e stories.


É uma opção ideal para as empresas de câmara fria que desejam conquistar diversos públicos, principalmente os jovens, pois esse é o perfil da maioria dos usuários desta rede social.


4. Youtube Ads


Na parte de vídeos, o Youtube Ads é uma das melhores opções. Conteúdos nesse formato são responsáveis por boa parte do tráfego online, além de ser uma excelente estratégia para captação de clientes.


Aqui é possível criar e veicular anúncios dentro do Youtube, nos próprios vídeos ou como sugestão, em formato de vídeos publicitários que interrompem os vídeos.


Essa é uma excelente opção para seu empreendimento apostar em conteúdos, pois a eficiência da ferramenta contribui para o crescimento dos negócios e alcança o público de forma mais dinâmica.


Como funciona o tráfego pago?


Da mesma forma que qualquer estratégia de marketing digital, o tráfego pago exige um planejamento eficiente para sua empresa de manutenção de notebook BH, por exemplo, bem como o acompanhamento, testes e análises das campanhas para obter bons resultados e promover ajustes adequados.


Para criar um bom planejamento de tráfego pago, é importante definir os objetivos do seu negócio. Alguns objetivos e metas comuns nas empresas são:


  • Vender uma oferta;

  • Gerar leads;

  • Levar mais visitantes para o site;

  • Ter mais seguidores;

  • Ganhar mais visibilidade;

  • Divulgar a marca.


Os objetivos e boas ideias para o planejamento são importantes, mas conhecer bem o seu público é outro detalhe fundamental para o sucesso do seu site, seja ele de peças para máquina de lavar, ou não, por exemplo.


Quanto mais segmentadas as campanhas de tráfego pago, considerando a característica da audiência, melhor os resultados.


Ao definir o formato do anúncio e como será a campanha, é necessário definir a CTA (Call to Action), em português, chamada de ação. A escolha é feita baseada nas plataformas e canais que irá anunciar e a ação esperada pelo usuário para evoluir na jornada de compra.


Outro ponto importante é definir o orçamento, ou seja, o valor destinado à campanha e de que forma o anúncio será cobrado.


De modo geral, a cobrança pode ser feita por impressões, cliques, ações. Confira mais detalhes dos principais modelos a seguir, o CPC e o CPM.


1. CPC

Sigla de custo por clique, o formato de lance permite que o empreendedor pague a cada vez que o anúncio receber um clique.


Ou seja, é cobrado apenas se alcançar e atrair o potencial cliente. Por exemplo, o pagamento é feito somente se as pessoas visualizarem os anúncios de peças para CNC e clicarem na peça para acessar o site.


Outra opção é definir um preço máximo para a campanha, que será veiculada até atingir o valor determinado, acumulando o máximo de cliques que o valor estabelecido permitir.


O CPC é ideal para os empreendedores que desejam gerar conversões, ou seja, leads, visitas na página, venda de produtos, entre outros.


2. CPM


Já o CPM (Custo por Mil Impressões), o pagamento acontece a cada mil pessoas que visualizam os anúncios.


Neste formato, a aquisição dos anúncios se dá por lances em palavras-chave pelas empresas. Assim, o que dá o maior lance acaba sendo o que fica com melhor ranqueamento e alcance.


Deste modo, se o empreendedor deseja mais resultados para o seu site, precisa investir mais capital, mas principalmente criar anúncios relevantes e de valor.


O dinheiro não é considerado o único fator que define o alcance ou ranqueamento da campanha, mas é um dos mais importantes.


Isto posto, o CPM é recomendado para os empreendedores que tem o objetivo de ganhar mais visibilidade e reconhecimento de marca.


Investir em tráfego pago para o seu site é um jeito de destacar o seu negócio de treinamento NR 32, por exemplo, tornando-o diferenciado diante dos concorrentes e relevante para o público, algo que proporciona crescimento e ótimas oportunidades de negócio.


Texto originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, canal em que você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


bottom of page